Os 7 pecados capitais cometidos no quarto

01

Antes que você pense que se trata em deixar ou não deixar seu pet em cima da cama, gostaria de deixar bem claro que não tem muito a ver com isso, ok?! É tanto amor que temos por esses serumaninhos, que decidimos não entrar nesse ponto – só lembrar de manter hábitos saudáveis de higiene.

A gente aqui da Casanova Enxovais selecionamos 7 erros mais comuns que resultam em uma decoração ruim do quarto e que, de um jeito ou de outro, acabam atrapalhando no momento do sono. Então vamos lá!

1. Muito dinheiro gasto em cabeceiras caras

Resultado de imagem para quarto cabeceira reciclada

Nem sempre a melhor opção é comprar uma cama enorme, com cabeceira e peseira. Esses elementos pesam no ambiente e podem ser contra produtivos quando a intenção é trazer originalidade. O mercado está cheio de opções fantásticas de modelos de cama minimalistas. Sem contar que você também pode por a mão na massa e criar uma cabeceira só sua, sobrepondo algum tecido à estrutura já existente ou adaptando outro objeto, como esquadrias antigas, uma porta velha e cortinas. Essa solução alia conforto, bom preço e exclusividade!

2. Suas paredes estão vazias

Resultado de imagem para quarto

Continuando na intenção do quarto refletir sua personalidade: não existe melhor maneira de se expressar que através da arte! Arranjos de paredes são divertidos e pessoais e podem ser fotografias, pinturas compradas, pôsteres ou algo que você mesmo fez. Não tem erro, desde que você ame o que está colocando na parede.

3. Você não consegue largar do seu telefone quando está na cama

Resultado de imagem para quarto

Evite ao máximo ter muitos eletrônicos dentro de seu quarto e principalmente perto da sua cama. O aparelho celular é prejudicial ao dormir: a luz azulada da tela simula a luz do dia, bagunçando seu relógio biológico e impedindo o cair no sono tranquilo. Sem contar a quantidade de bactérias presente em todo aparelho. Tenha um espaço na cabeceira destinado à ele e, durante o sono, coloque-o no modo silencioso. Seu corpo agradece!

4. A bagunça é feita durante o dia e continua lá à noite


              	ACERTO: A Cama Bali, do Meu Móvel de Madeira, possui diversos nichos e gavetas para acomodar tudo que não puder ser colocado nos armários.

A desordem do espaço repercute na mente: se o quarto está um caos, é possível que seu emocional também esteja. Como ninguém quer isso, garanta que exista espaço suficiente no ambiente para guardar todos os seus pertences. Aproveite soluções inteligentes e móveis multiuso, como camas com gavetas e nichos. Assim, mesmo que não dê tempo de arrumar tudo sempre, pelo menos dá para esconder a bagunça!

5. A iluminação é muito limitada

Resultado de imagem para quarto

A única iluminação de seu quarto são as luminárias de teto? Corrija isso imediatamente. Invista em luminárias de piso e abajures, em alturas diferentes. Assim, cada um pode ser aceso em momentos específicos, para situações específicas, garantindo a iluminação certa o tempo todo. Instalar um dimmer na luz principal também é uma boa pedida!

6. Você está usando persianas laminadas (ou suas janelas estão completamente descobertas)

Resultado de imagem para quarto persiana

Cobrir as janelas é essencial para dormitórios, pois o acessório oferece privacidade, bloqueia a luz e compõe também a decoração. Não adianta, porém, optar por persianas laminadas, pequeninas. Elas juntam muita poeira e dão trabalho no movimento de abre e fecha. Troque-as por cortinas romanas ou comuns: uma boa pedida é investir em uma camada de blackout e outra com leve transparência, mais decorativa!

7. Sua cama não é limpa com frequência

Resultado de imagem para colchão sujo

Corra dos ácaros! Eles amam quartos, principalmente camas. Esses pequenos aracnídeos não são tão perigosos se você não tem alergias, mas mesmo assim é recomendado limpar o colchão e trocar os lençóis semanalmente para dormir confortável e longe dos bichinhos.

Agora me diz, já cometeu algum desses pecados?! Então já sabe, né?!? É ajoelhar, pedir perdão aos deuses do bom sono e do bom gosto e nunca mais cometê-los.

Anúncios

13 passos para uma cozinha organizada

armario.png

Há algum tempo já pensávamos em fazer uma publicação deste tipo por aqui no blog. Sempre damos dicas de como organizar alguma parte de sua casa, mas a cozinha é realmente um espaço muito importante – especialmente os armários!

Quando não há ordem nos armários da cozinha, misericórdia, a rotina pode virar um caos! É a pilha de frigideiras que despenca, a gaveta lotada que trava, os potinhos de temperos que insistem em desaparecer, a gente esquece até quais utensílios já temos e compramos pela segunda vez a mesma coisa (quem nunca?!)… Situações que rendem muita irritação e perda de tempo! Escapar dessa cilada vale a pena e é mais fácil do que parece. Duvida?!

1. O que me dispõe?!

Se utensílios e mantimentos compartilham o mesmo armário, acomode-os em prateleiras separadas. A prateleira mais baixa destina-se aos acessórios mais usados. Se você faz grandes investidas culinárias diariamente, por exemplo, vale a pena usar o espaço para enfileirar assadeiras e fôrmas. A área ainda pode abrigar panela de pressão e produtos de limpeza para reposição – devidamente acomodados em um cestinho.

2. Tudo em ordem crescente!

Para ter uma despensa organizada, o segredo é prezar pela visibilidade, itens maiores ficam atrás dos menores. Faltou espaço? Lance mão de um suporte para elevar os pacotes, ou até mesmo potes empilháveis.

3. Tudo a mão!

Nas prateleiras ao alcance das mãos, guarde o que entra e sai do armário com frequência, como temperos, guardanapos e mantimentos em uso. Cestinhas podem ajudar a separar cada conjunto. Identifique os recipientes que armazenam alimentos diferentes. Há modelos que já vêm com essa indicação – arroz, feijão, açúcar… –, mas também é possível usar a criatividade e inventar etiquetas charmosas.

4. Nada de saquinhos abertos pelo armário!

Para ganhar espaço e dar um ar de casa da vó, coloque os alimentos abertos em vasilhas com tampa. Não precisa ser daquele tipo que já determina o que deve ser colocado, com tiras de papelão, caneta e fita dupla face, faça etiquetas e personalize seu potes.

5. Cuidado, frágil!

Reserve um dos nichos para as travessas e tigelas de louça e vidro – lembre-se de que elas são frágeis e tome cuidado para não exagerar no tamanho das pilhas. Reúna as peças de acordo com o material, o formato e o tamanho. Quer botar ordem nos potes plásticos? Comece avaliando o estado de cada exemplar. Trincou, furou, derreteu? Desapegue! E saiba que tudo deve ficar destampado, o que poupa preciosos centímetros e evita que o cheiro dos alimentos fique impregnado. Posicionar um recipiente dentro do outro funciona, mas evite escondê-los.

6. Potinhos plásticos…

Os potes de plásticos, às vezes de sorvete, ideais para fazer uma quentinha para os familiares, se acumulam no armário e pode atrapalhar a dinâmica da cozinha. Empilhe-os de forma organizada e não os tampe. Com um cestinho organizador coloque as tampas em ordem de tamanho.

7. Tudo que é bonito é pra se mostrar!

Tem prateleiras a mostra? Coloque utensílios com aspecto decorativo, como garrafinhas engraçadas, aquele jogo de jantar que ganhou de presente e os livros de culináriam por exemplo.

8. Quem não tem cão…

Não tem como colocar em pontes? Sem problema! Lance mão de pregadores coloridos e fofos e de arames personalizados.

9. Alquimia na cozinha

Os condimentos de uso diário podem ficar acomodados em cestinhos organizadores. Tire-os dos saquinhos de origem e coloque em potes funcionais.

10. Uma pirâmide de panelas!

Local já consagrado para guardar as panelas, o gabinete embaixo da pia não precisa viver tumultuado. Para manter as desajeitadas na linha, tire as tampas e empilhe um exemplar dentro do outro. As frigideiras ficam reunidas da mesma maneira. Uma boa ideia para arrumar as tampas é com um porta-pratos.

11. Sobre a louça…

Uma boa forma de organizar a parte de cima do armário é deixar os objetos de uso cotidiano. Pratos organizados por ordem de tamanho e xicaras já acompanhadas de seus pratinhos facilitam o dia a dia. O módulo aéreo é perfeito para acomodar aparelho de jantar, copos e outros itens usados todos os dias, que devem estar sempre acessíveis. Um truque para ganhar espaço é sobrepor duplas de xícaras e pires.

12. Gavetas

O jeito mais tradicional de subdividir as gavetas costuma funcionar bem: na primeira, ficam os talheres básicos e, na segunda, utensílios variados para cozinhar e servir. Dispor de um divisor de talheres é a melhor forma de organizar os utensílios. Separe garfos, facas e colheres dos talheres de sobremesa e dos utensílios maiores como facas gourmet. Usar a primeira gaveta é mais prático no dia a dia.

Reserve uma gaveta para panos de prato, toalhas de mesa e aventais e outra para jogos americanos – caso o material permita, enrole-os e prenda-os com um elástico. Rolos de plástico filme e de papel-alumínio também podem ficar ali. Dobrados de forma correta e colocadas na segunda gaveta, panos de prato, jogos americanos, luva de cozinha e aventais ficam com acesso fácil.

Utensílios de uso mais específico, como espátulas e amassadores de carne podem ficar dispostos em latas organizadoras e, quando bem humorados e coloridos, dão um toque especial na cozinha.

13. O que os olhos não vêem…

0.png

Há prateleiras abertas? Exiba só o que agradar aos olhos. Sobre bancadas compactas, a regra é não entulhar. Reserve espaço apenas para o que for indispensável à lavagem da louça, como detergente, esponja e escorredor. Sobre a pia, Dispenser Coza por R$ 37,02.

Dica Casanova! Uma ideia de reaproveitamento muito boa é utilizar a vasilha em que vem os talheres recém comprados, depois de devidamente higienizada, para guardar espaguete.

Testamos: 7 coisas para lavar na máquina

maquina

Limpeza e praticidade são duas coisas que sempre vão bem juntas – ainda mais quando se encaixam no seu dia a dia. Estamos falando de travesseiros, mochilas, tapetes e outros itens de higienização esporádica que morremos de preguiça de limpar e vivemos esquecendo. Foi pensando nisso que simplificamos a check list de limpeza com estas sete coisas que você pode lavar na máquina e não fazia a menor ideia.

1. Travesseiros

O ideal é limpá-los a cada seis meses para evitar mofo, bactérias e odores. A maior parte dos travesseiros pode ser lavada na máquina, mas é sempre bom se certificar. Em nossa loja, todos travesseiros são laváveis em máquina! 😉

2. Mochilas

As mais fáceis são as mochilas de tecido, mas confira as etiquetas para ter certeza se pode lavá-la na máquina. A dica aqui é testar antes para ver se a tinta não vai soltar e manchar outras peças. Dica: não esqueça de esvaziar os bolsos e colocá-la na máquina virada do avesso.

3. Cortina de chuveiro

Vinil, nylon, algodão e forro de cânhamo aceitam lavagem na máquina e o indicado é que isso seja feito a cada virada de estação. Lave com água quente e pendure para secar (não use a secadora!).

4. Brinquedos

Não recomendado para pelúcias, os brinquedos mais moles podem ser higienizados na máquina sim, contanto que não haja muitos apliques e penduricalhos. Na dúvida, coloque na opção “Delicado”.

5. Acessórios esportivos

Esta dica funciona para todos os acessórios de tecido: tênis, luvas, joelheiras, cotoveleiras, caneleiras, tipoias e mais. Antes de colocá-los na máquina, é bom fechar os zíperes e velcros, se houver. Use água morna.

6. Tapetes

Depende muito do material (cheque as etiquetas!), mas é provável que você consiga adicionar tapetes na lista de roupas para lavar — principalmente se eles forem pequenos.

7. Cama de pet

O primeiro passo é se certificar de que a almofada pode ser lavada na máquina. Separe o forro e a almofada e higienize sem misturar outras roupas e itens.

Agora conte, tem mais alguma coisa que você lava na máquina?! Gostou de nossas dicas?! Comente aí, compartilhe e venha nos visitar.

7 passos para manter a cozinha organizada

cozinha

O mês de janeiro é a época certa para investir na organização da casa – principalmente se ela for uma das suas resoluções para 2016. Com dicas simples, que costumo aplicar em consultorias para clientes Casanova, você vai conseguir deixar tudo em seu devido lugar por muito mais tempo.

1. Mantenha somente o necessário

Casa Cor SP 2015 por Roberto Migotto

Deixe na cozinha apenas o que realmente é utilizado. Quanto menos coisas, menor a possibilidade de ficar bagunçado. Dê uma atenção especial aos potes plásticos (as tampas vivem se perdendo!) e não acumule mantimentos (afinal, eles têm data de validade). Também é importante liberar os cantinhos de difícil acesso: a localização escolhida para os itens deve ser de boa visualização, pois costumamos esquecer das coisas que não vemos facilmente. Na despensa e na geladeira, por exemplo, a maior parte do desperdício ocorre porque não enxergamos tudo. Ter as coisas sempre à mão é prático! 😉

2. Repare no que você usa mais

Projeto da designer de interiores carioca Ana Teresa Bello

Depois de definir o que é realmente necessário, separe os itens mais utilizados daqueles somente tirados dos armários e prateleiras poucas vezes no ano. A louça do dia a dia, por exemplo, precisa ser armazenada numa altura confortável. Já os objetos usados com menor frequência podem ser deixados nas partes mais altas dos armários.

3. Escolha o seu método de organização

03-dicas-para-organizar-a-cozinha-e-nunca-mais-baguncar

Na hora de arrumar a cozinha, você pode optar por dois tipos de organização: por peças (copos com copos, pratos com pratos e assim por diante), ou por uso – ou seja, os copos e pratos que são mais usados acabam dividindo um mesmo espaço. Para saber qual combina mais com o seu estilo de vida, faça o teste, o que você sentir mais confortável, adote para a sua vida.

4. Aposte em cestos e gavetas

04-dicas-para-organizar-a-cozinha-e-nunca-mais-baguncar

Cestos e gavetas são boas opções quando se trata de objetos menores. Gavetas baixas podem abrigar roupa de mesa, talheres, acessórios para cozinhar e servir, além de peças para bebidas e jogos americanos. Deve-se evitar o uso de gavetões profundos para itens miúdos e também para os pesados ou delicados, como travessas, copos, pratos e taças. Pequenos, mas numerosos, os temperos podem causar acúmulo. Para evitar, coloque-os em um rack, bandeja ou cesto. Além de facilitar no momento do uso, este truque deixa sua cozinha muito charmosa. Você pode utilizar divisórias plásticas e organizadores de talheres.

5. Fique atento para a ordem dentro dos armários

Casa Cor SP 2015 por Dado Castello Branco
Muitos objetos ficam bem organizados tanto em armários quanto em gavetas, entre eles panelas e potes plásticos. Porém, pratos, copos, taças e travessas ficam melhor acomodados em prateleiras. Para melhor aproveitar o espaço, empilhe os pratos em número não maior que 16, para não trincarem. Faça pilhas diferentes para pratos rasos e fundos. Empilhe também as tigelas – no máximo três por vez. Copos ficam de cabeça para baixo e, as canecas, presas pela asa em ganchos fixados debaixo das prateleiras. Frigideiras, formas, travessas e bandejas são melhor armazenadas em divisórias verticais, que podem ser instaladas no armário, assim, fica mais fácil retirá-las. Empilhe as panelas e enfileire suas tampas em uma caixa plástica, da maior para a menor, completa.

 

6. Invista em prateleiras, carrinhos e ganchos

Projeto do designer de interiores Marcel Steiner

Organizar a cozinha quando o espaço é limitado pode ser desafiador. Para driblar a metragem, opte por alternativas como ganchos, arames, carrinhos de apoio, e móveis multiuso. Eles são perfeitos para aumentar as áreas onde iremos guardar os itens, só devemos ficar de olho para que eles não atrapalhem na circulação da cozinha. Se você gosta de cozinhar e não gosta de procurar os utensílios na gaveta, por exemplo, o ideal é usar ganchos ou potes sem tampa para organizar os acessórios de cozinhar. Ganchos para xícaras e diversos tipos de aramados também ajudam muito a otimizar o espaço.

7. Arranje espaço para o material de limpeza

Projeto de Teuba Arquitetura e Urbanismo

Por último, o material de limpeza deve ter seu local específico, longe dos alimentos. Ele deve ir para um cesto plástico sem tampa. Só traga o cesto para cima da bancada quando precisar usar. Outra opção é instalar ganchos no interior das portas dos armários e pendurar cestos ou pequenas prateleiras metálicas ali.

Gostou?! Agora é só arregaçar as mangas,escolher uma playlist super animada e correr pra cozinha!

21 dicas para organizar sua casa

organizar

Ano novo, vida nova. Época em que estabelecemos metas e tudo mais. Como a gente aqui adora te ajudar, vamos te dar dicas para por em prática aquela meta de deixar tudo organizado.

Dia 1: cancele todos os serviços de mailing retirando o seu endereço de listas de correspondências que não te interessam e acabam acumulando papéis pela casa.

Dia 2: em um único dia, mesmo com pouco tempo, você pode juntar e jogar no lixo todos os papeis e jornais velhos que estão espalhados pela casa.

Dia 3: se você gosta de colecionar cupons de desconto de diversos estabelecimentos, junte todos em um único saco plástico. Além de evitar a bagunça, você nunca mais perde um papel quando precisa dele.

Dia 4: um simples suporte com ganchos pode fazer toda a diferença na hora de organizar sua cozinha, mantendo utensílios pendurados e sem acumular objetos em armários e gavetas.

Dia 5: para manter o quarto organizado e ainda garantir mais durabilidade para os sapatos, invista em suportes que podem ser fixados em uma porta, por exemplo.

Dia 6: roupas espalhadas pelo chão simplesmente “desaparecem” a partir do momento em que você mantém um único cesto para abrigar as peças que deverão ir para a máquina de lavar em breve.

Dia 7: clipes de papeis, botões e outros pequenos objetos de metais costumam se perder na bagunça da casa. Uma boa dica é manter um íman dentro de uma caixinha ou gaveta para unir todos os objetos.

Dia 8: em apenas um dia você consegue organizar sua gaveta de meias e roupas íntimas, normalmente a mais bagunçada do seu quarto. Enrole meias e dobre lingeries, deixando as que mais usa na parte superior.

Dia 9: investir em bons cabides é uma maneira bastante simples para organizar o guarda-roupas, manter as peças livre de marcas e evitar a bagunça no quarto ou closet.

Dia 10: um cabide vertical para guardar bolsas e casacos pode aliviar muito a bagunça dentro de casa.

Dia 11: em poucas horas você consegue, em um único dia, organizar todos os seus utensílios de cozinha. Separe os potes plásticos por tamanho, reúna as tampas em um único local e ganhe mais espaço para panelas e outros objetos.

Dia 12: tire um dia do mês para fazer a faxina na geladeira e nos armários, eliminando alimentos, temperos e outros produtos que perderam a validade e ocupam espaço nos ambientes.

Dia 13: chaves e chaveiros perdidos e espalhados pela casa podem ser organizados em um único e simples porta-chaves ao lado da porta de entrada.

Dia 14: separe roupas e objetos que não usa mais e separe-os para doação. Acumular coisas ocupa espaço, evita a circulação de energias e sempre atrapalha a organização do lar.

Dia 15: se você possui bicho de estimação, sabe como é difícil dar conta dos pelos que acabam espalhados pela casa. Para retirar os pelos de sofás e poltronas, use uma luva de borracha úmida e passe pela superfície.

Dia 16: sua maquiagem costuma ficar espalhada pelo banheiro? Coloque ímãs em pequenos potes e pincéis e organize tudo em uma superfície metálica, como aquelas de pregar fotos.

Dia 17: caixas organizadoras são opões práticas, simples e baratas para deixar tudo no lugar. Utilize etiquetas para identificar o que está dentro de cada uma.

Dia 18: na cozinha, deixe de fácil acesso em armários copos e pratos do dia a dia e deixe as louças especiais guardadas em sacos plásticos para evitar acúmulo de poeira e gordura.

Dia 19: em muitos casos, menos é mais até na decoração de ambientes. Você pode até ter uma estante grande, mas não precisa preencher cada centímetro vazio com um enfeite. Abrir espaço em móveis também ajuda a evitar acúmulo de peças inúteis.

Dia 20: CDs e DVDs podem ser enfileirados em estantes ou fazer parte da decoração em suportes especiais. Isso ainda ajuda a evitar que eles fiquem espalhados pelo quarto ou pela sala.

Dia 21: uma caixa grande ou um baú decorados podem ser excelentes para abrigar os brinquedos das crianças que costumam ficar espalhados pela casa.

Toalhas macias com apenas UM truque!

tobanho

Presente na cozinha de praticamente todos os lares e usado principalmente no preparo de pratos, o vinagre ainda é um velho conhecido de quem gosta de truques caseiros de limpeza por sua versatilidade em diversos procedimentos que ajudam no dia a dia da faxina. Uma das formas mais surpreendentes de se usar vinagre fora de receitas é na hora de deixar roupas mais macias durante a lavagem. O produto pode substituir o amaciante e ser o melhor aliado para deixar toalhas de banho bem macias e ainda mais absorventes.

Para realizar o truque do vinagre para amaciar toalhas você deve adicionar 1 xícara do produto na máquina de lavar com ciclo regular. O mais indicado para o processo é o vinagre branco, que afasta as chances de manchar tecidos. O ácido presente no produto quebra minerais, sal e outros produtos químicos que se acumularam em suas toalhas, deixando o tecido mais absorvente.

Apesar de ser recomendado para deixar toalhas macias, o uso do vinagre como amaciante deve ser evitado em peças mais delicadas, como rendas e sedas, já que o ácido do produto pode causar danos em tecidos mais finos.

Dica Casanova:

O vinagra também é ótimo na hora de preservar a cor das roupas, mas, lembre-se, não use em tecidos delicados. Para conservar a cor, basta deixar uns minutinhos de molho numa solução com água e vinagre antes da lavagem.

Você está fazendo isso errado!

banheiro

Pessoal, essas dicas servem, não só para deixar o seu banheiro mais harmonizado, mas também para manter a boa higiene. Então, PRE-PA-RA e veja se vocês estão ou não estão fazendo tudo errado!!!

1. DAR DESCARGA COM A TAMPA DA PRIVADA ABERTA

banheiro-descarga-principal

Quando a tampa está levantada na hora de dar tchau pros amiguinhos, a probabilidade de todos os germes saírem voando pelo ar do banheiro é enorme, e eles podem ficar ali por pelo menos 2 horas, o que será muito triste pra sua escova de dente que está em cima da pia.

2. USAR TOALHA DE ROSTO

Sem título

Sabe aquela toalha de papel que tem no banheiro luxo do shopping, pois então, por mais que seja incomum usá-las em sua casa, saiba que é o ideal. Mas como quem não tem cão caça com gato, pode usar a de tecido mesmo, mas lembre-se de trocá-la TODOS os dias, ou quando ela estiver muito molhada, para evitar a proliferação das bactérias.

Dica: Por mais que o nome seja toalha de rosto, evite secar o rosto nela, os germes da nossa mão que não saíram na lavagem não precisam passear também na nossa cara, né?! Então, que tal por as toalhas lavabos em ação?!

3. DIVIDIR O SABONETE EM BARRA COM OUTRAS PESSOAS

osabonete

A não ser aqueles que já vem com ação bactericida e desinfetante, os sabonetes em geral são para limpar a pele e não matar os germes que estão soltos por ali. Se encontrar algum pentelho resíduo no sabonete, lave-o antes de usar. E prefira sempre os líquidos.

4. PEGAR NA MAÇANETA DEPOIS DE LAVAR AS MÃOS

Nunca faça isso! Ou terá sido em vão mandar os monstrinhos do mal por água abaixo. Muita gente toca nos objetos do banheiro com a mão suja e acaba contaminando, então evite passar esse mal adiante.

Dica: Em sua casa mantenha maçanetas secas, desengorduradas e livres de impurezas, já que os bichinhos não se dão bem com falta de umidade.

5. DEIXAR CESTO DE ROUPAS SUJAS NO BANHEIRO

cesta-de-lavanderia-e-roupa-suja-4142271

Roupas no banheiro, com o vapor do chuveiro acabam acumulando umidade, e como fungos e bactérias adoram isso, ainda mais se for quentinho e escurinho, o cesto vira um hotel cinco estrelas. ECA! O indicado é que se lave o quanto antes as roupas, principalmente as íntimas.

6. DEIXAR A ESCOVA DE DENTES NA PIA

fd2bEscova-de-dente-na-pia-facilita-contaminao

Pense bem antes de deixar sua escova de dentes na bancada da pia, principalmente quando dá descarga. Como dito no item #1, os germes saem voando e chegam até sua escova, o ideal é que fique sempre seca e guardada. Mais info sobre higiene com a escova dental, aqui.

Dica: Caso você não tenha aqueles espelhos porta-treto e mantém sua escova na pia, temos na loja organizadores que protegem perfeitamente, veja só:

Coza-037

7. TAPETE NO BOX DO BANHEIRO

tapete-para-box

Além de render alguns escorregões uma vez ou outra, os tapetes acumulam muitos fungos, por estarem sempre úmidos e em contato com o chão. Se não der pra se livrar deles, higienize com água sanitária regularmente.

8. MANTER JANELAS FECHADAS

Banheiros-iluminados-e-ampliados-através-da-escolha-correta-do-Box_1

Nada de deixar janelas fechadas! O vapor dos chuveiros eleva a umidade das paredes, favorecendo o bolor. A aplicação, a cada 15 dias, de uma solução de 50% de água sanitária em água eliminará esses seres do mal. Manter o banheiro ventilado e as janelas abertas sempre que possível.

9. TOMAR MUITOS BANHOS E QUENTES

banho

Existe uma camada da protetora da pele chamada camada córnea, e tomar muitos banhos por dia, principalmente se a temperatura do chuveiro estiver alta, acaba retirando essa camada, deixando-a exposta para as bactérias presentes no banheiro, tornando-nos mais suscetíveis à doenças. Portanto evite banhos muito quentes e não tome tantos banhos por dia. Aproveita o racionamento, galére!

10. DEIXAR ROUPA ÍNTIMA NO BANHEIRO

1010-600x359

Não tem problema lavar as calçolas ou as cuequinhas no banheiro, o problema está em deixar as peças secando por alí. Lembre-se: é o local mais úmido da casa, também é onde mais se proliferam fungos e bactérias. Portanto peças íntimas devem secar em ambientes ventilados e com luz solar.

11. GUARDAR MAQUIAGENS

make21

Tudo bem que o espelho do banheiro tende a ser o lugar mais prático da casa, mas guardar a make lá pode diminuir sua vida útil, já que é um local com bastante umidade e calor. Prefira locais secos, frescos e arejados.