5 dúvidas sobre cortinas

00

1. Cortina ou persiana: qual escolher?

Na maioria das vezes, depende do seu gosto mesmo. Salvo em situações nas quais a persiana é a mais indicada, como quando há pessoas muito alérgicas à poeira na casa, não existe uma norma. Eu acredito, no entanto, que as cortinas têm o poder de deixar qualquer ambiente mais acolhedor e elegante.

2. Que modelos de cortinas estão em alta?

As tendências apontam para os mais leves e fluidos, menos volumosos e com ótimo caimento. Outra novidade é a volta das estampas, comuns nos anos 1970. Até há pouco tempo, as cortinas deveriam ser o mais neutras possível, mas isso mudou, pois agora vale fazer delas um elemento forte da decoração [se joga na loucura!]. Mas se você não gosta muito de arriscar, aposte em corta-luz com voal para dar uma textura mais leve ou naquelas que tem uma estampa em alto-relevo.

3. Quando usar trilho ou varão?

Indica-se o primeiro quando há um cortineiro, de gesso ou madeira, capaz de disfarçar sua presença. Existem casos em que o trilho, muito discreto, pode ficar aparente, mas, em geral, o suporte permanece oculto. Já o varão se mantém à vista, e costuma entrar em cena nos ambientes com forro que acompanha a inclinação do telhado ou se o desejo for torná-lo parte da ambientação. Versões mais chamativas, com ponteiras ornamentadas, estão em desuso [até porque, imagina sua cortina toda estampada e com um varão super luxo max?!].

4. Como calcular a quantidade de tecido?

Meça a largura da janela (2 m, por exemplo) e multiplique por dois: 2 x 2 = 4 Então tire a medida da altura (digamos que o pé-direito tenha 2,60 m) e some 60 cm, medida suficiente para a confecção da barra e do cabeçote: 2,60 + 0,60 = 3,20 Por fim, multiplique os resultados: 4 x 3,20 = 12,80 m A fórmula vale para um tecido com 1,40 m de largura. Caso ele tenha 3 m de largura, poderá ser usado na horizontal, o que dispensa emendas. A metragem necessária, nesse caso, cai pela metade. Aqui está uma fórmula desenvolvida para quem pretende comprar seu próprio tecido para confeccionar suas cortinas. Porém, há tantas opções disponíveis no mercado atualmente [principalmente em nossa lojinha!], que recomendo comprar pronta: sai mais em conta e você ainda não corre riscos de fazer bobagens.

esquema-duvidas-sobre-cortinas-respondidas-por-profissionais

5. As cortinas devem ocupar apenas a janela ou a parede inteira?

A menos que exista algum obstáculo, como um aparador sob a abertura, elas ficarão mais elegantes se alcançarem o piso. Caso não seja possível, prefira um modelo romano ou uma persiana. É preciso entender que cortinas curtas funcionam apenas em quartos de bebê [ou na cozinha]. Com relação à largura, não há regra, mas caso a janela/porta for descentralizada, recomendo encobrir toda a parede para disfarçar a diferença entre os lados.

Aqui em nossa loja, temos opções tanto para janelas, quanto para portas de diversas marcas, tecidos e acabamentos. Trabalhamos por encomenda, caso queira algo bem personalizado.

Gostou das dicas?! Ainda tem alguma dúvida?! Deixei seu comentário, sua opinião, sua crítica. O que importa mesmo é eu saber que você está curtindo ou não. Aceito sugestões de posts também, ok? Semana que vem tem mais dicas sobre cortinas!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s